Notícia

Forbes reconhece vencedora do prêmio internacional L’Oréal-UNESCO como uma das Mulheres Mais Poderosas do Brasil

05.03.2020

Drª Márcia Barbosa, que representou a América Latina na premiação internacional, entrou na lista feita pela revista por exemplo de superação e força

 

A revista Forbes elegeu as 10 Mulheres Mais Poderosas do Brasil e, agora, a lista conta com um nome importante para a Ciência no país e no mundo: Márcia Barbosa, pesquisadora que já foi uma das vencedoras do prêmio L’Oréal-UNESCO For Women in Science! A física, que hoje é membro do júri do programa, entrou para o ranking ao lado de executivas, cientistas, chefs e profissionais liberais brasileiras com trajetórias de superação inspiradoras. E agora, que tal relembrar as conquistas da Drª Márcia para entender como sua história estimula o empoderamento de outras mulheres na ciência? Continue lendo a matéria e saiba mais sobre a pesquisadora.

 

Márcia Barbosa é conhecida por pesquisar sobre maneiras mais eficazes de produzir água limpa

 

Professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Diretora da Academia Brasileira de Ciências e, recentemente, convidada para ser membro da Academia Mundial de Ciências na classe 2020, a física se pelo estudo que busca encontrar formas mais eficazes de produzir água de maneira limpa. “Uma propriedade estranha da água é que ela flui muito facilmente em buracos bem pequenos. Por isso, eu e meu grupo de pesquisa usamos esta propriedade para simular computacionalmente filtros com nano buracos para separar água de sal e produzir mais água limpa”, explicou.

 

E foi justamente por causa dessa pesquisa pioneira que a professora se tornou uma das cinco vencedoras do prêmio internacional L’Oréal-UNESCO For Women in Science em 2013, representando a América Latina na premiação internacional exclusiva para mulheres que fazem Ciência ao redor do mundo. Vale destacar que Márcia Barbosa, por sinal, é uma grande incentivadora da igualdade de gênero na academia, e acredita que a iniciativa da L’Oréal contribui para abrir esse caminho. “Quanto maior visibilidade dermos às mulheres, mais as jovens cientistas vão se sentir estimuladas a continuar na batalha e, consequentemente, mais meninas irão compreender que Ciência é um substantivo feminino”, reforçou.

 

Já conhece a iniciativa da L’Oréal em parceria com a UNESCO? Saiba as diferenças entre o prêmio nacional e internacional do Para Mulheres na Ciência

 

E por falar no prêmio, você sabe quais são as diferenças entre os programas nacional e internacional promovidos pela L’Oréal em parceria com a UNESCO? As duas premiações anuais, e voltadas exclusivamente para mulheres cientistas, têm o objetivo em comum de promover o empoderamento feminino no universo científico, mas em duas frentes diferentes:

 

O programa nacional Para Mulheres na Ciência, existente desde 2006 por meio da parceria entre a L’Oréal Brasil, UNESCO Brasil e a Academia Brasileira de Ciências, é focado em jovens mulheres cientistas e promissoras. Por isso, a cada ano, 7 pesquisadoras de diferentes áreas de atuação são contempladas com uma bolsa-auxílio de 50 mil reais para que elas possam impulsionar seus estudos e desenvolver a Ciência no país.

 

Por outro lado, o programa internacional L’Oréal-UNESCO For Woman In Science – primeiro dedicado a mulheres cientistas no mundo – reconhece anualmente 5 cientistas experientes, uma de cada região do mundo (considerando África e países Árabes, Ásia-Pacífico, Europa, América Latina e América do Norte). Elas são premiadas com uma bolsa-auxílio de 100 mil dólares para recompensar, incentivar e colocar cada uma delas sob os holofotes da Ciência. Durante os 22 anos de existência do programa, duas das cientistas laureadas com o prêmio internacional, as Dras. Ada Yonath e Elizabeth Blackbur, já foram reconhecidas posteriormente com o Prêmio Nobel.