Notícia

Eventos em homenagem ao Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência

12.02.2019

Programa Para Mulheres na Ciência celebrou data que busca incentivar, desde cedo, mulheres a se interessarem pela área científica

Você sabia que apenas 30% dos cientistas em todo o mundo são mulheres? Pensando nisso, a UNESCO criou o Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência, celebrado em 11 de fevereiro. A data marca uma oportunidade de conscientizar a sociedade sobre os fatores que podem, ao longo da vida, afastar meninas da área científica. Este ano, o programa L’Oréal-UNESCO-ABC Para Mulheres na Ciência buscou incentivar ainda mais a presença feminina na área e participou de alguns eventos para a comemoração no país. Confira!

Seminário da SBPC trará reflexões sobre a importância da mulher na ciência

Organizado pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), o seminário “SBPC e as Mulheres e Meninas na Ciência” ocorreu na sede da instituição em São Paulo. O evento reuniu especialistas para falar sobre a presença feminina na ciência ao longo dos anos, além das dificuldades enfrentadas no ambiente acadêmico e posições de liderança.

As cientistas Tatiana Rappoport e Monica Andersen, vencedoras da edição de 2007 do prêmio, e Márcia Barbosa, jurada do programa e vencedora do prêmio internacional L’Oréal-UNESCO For Women in Science, participaram das palestras. Danielle Nunes, Gerente de Relações com Mídia e Influenciadores da L’Oréal Brasil e responsável pelo prêmio no país, também falou um pouco sobre a iniciativa e os efeitos do programa para a próxima geração de cientistas.

Evento da Firjan debate presença feminina nas ciências duras

No Rio de Janeiro, a Federação das Indústrias do Estado do RJ (Firjan) recebeu o debate “Mulheres na Ciência”, voltado para a presença feminina nas áreas STEM – sigla em inglês para Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática. O evento dividiu o tema em três vertentes: como incentivar meninas a se interessarem na área, o papel do ensino superior na manutenção desse interesse e caminhos para superar dificuldades nas posições mais altas das STEMs.

Também responsável pelo programa L’Oréal-UNESCO-ABC Para Mulheres na Ciência, Stephanie Tardin, Analista de Comunicação Externa e Digital Corporate, falou um pouco sobre a importância do prêmio para divulgar e estabelecer a carreira de jovens pesquisadoras no país.