Notícia

Cientista brasileira ganha prêmio internacional L’Oréal-UNESCO: saiba mais sobre a pesquisadora Patrícia Medeiros

25.03.2020

Etnobotânica pernambucana foi umas 15 cientistas vencedoras do prêmio global L’Oréal-UNESCO For Women in Science, na categoria International Rising Talents

 

A pesquisadora brasileira Patrícia de Medeiros é uma das duas representantes da América Latina escolhidas para receber o prêmio prêmio global L’Oréal-UNESCO For Women in Science, na categoria International Rising Talents. Entre mais de 250 doutoradas e pós-doutoradas das edições regionais do programa de 2019 ao redor do mundo, a etnobotânica foi selecionada pelo júri de especialistas como uma das 15 jovens cientistas a serem contempladas com o prêmio. Como recompensa, Patrícia receberá uma bolsa de 15 mil euros para serem investidos em sua pesquisa! Ficou curiosa para saber mais sobre ela? A gente te conta na matéria!

 

Pesquisadora vencedora do prêmio estuda uso de plantas pouco convencionais na alimentação humana

 

Pernambucana de 33 anos, Patrícia sempre se dedicou à Ciência. Ela cursou graduação de Ciências Biológicas na Universidade Federal de Pernambuco, seguida de mestrado e doutorado em Botânica na Universidade Federal Rural do mesmo estado. Ao longo da carreira, ela atuou por quase cinco anos como professora de Biologia na Universidade Federal da Bahia e, desde 2015, é professora dos cursos de Agroecologia e Engenharia Florestal da Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

 

Como pesquisadora, Patrícia estuda as plantas alimentícias não convencionais como araçá, cambuí e maçaranduba. Seu objetivo é ajudar pequenos agricultores do Nordeste do Brasil a identificar, divulgar e comercializar novos produtos. Esse estudo, por sinal, foi o que levou a etnobotânica a ser indicada ao prêmio internacional após ter sido contemplada no Brasil com uma bolsa do programa “L’Oréal-UNESCO-ABC Para Mulheres na Ciência”, em 2019.

 

“É um privilégio ter sido contemplada com esse prêmio. Vencer também na etapa internacional aumentará ainda mais a projeção do meu trabalho. Minhas expectativas são de ampliar as redes de colaboração internacionais e conseguir mais financiamento para minhas pesquisas.”, celebrou a cientista.

 

Já conhece o prêmio International Rising Talents? Saiba mais sobre o programa!

 

Desde 2014, a categoria International Rising Talents do programa L’Oréal-UNESCO For Women in Science busca trazer ainda mais conexão entre os programas regionais e o programa internacional. O objetivo dele é impulsionar o percurso de excelência de jovens e promissoras cientistas até se tornarem pesquisadoras internacionalmente reconhecidas em todo o mundo através de uma bolsa-auxílio de 15 mil euros.

 

Vale lembrar que essa premiação é concedida a 15 jovens cientistas por ano, das diferentes regiões do mundo: África e Estados Árabes, Ásia e Pacífico, Europa, América Latina e América do Norte. Além de Patrícia, três brasileiras já foram reconhecidas anteriormente no mesmo prêmio internacional: a farmacêutica Carolina Horta, em 2015; a química Elisa Orth, em 2016; e a bióloga Fernanda Werneck, em 2017; todas também vencedoras do “Para Mulheres na Ciência” local.